Vapor Planeta - 23 de dezembro de 1895

Dados obtidos junto a Hospedaria dos Imigrantes de São Paulo
A data refere-se à chegada dos imigrantes na Hospedaria
Não consta o porto de saída e chegada no Porto de Santos
A lista elenca somente as pessoas de nacionalidade italiana





BRUNNATO:
  • Antonio – 33 anos – Chefe
  • Cecilia - 20 anos - Esposa
  • Maria - 6 anos - Filho
  • Eliza - 4 anos - Filho
  • Amabile - 2 anos - Filho
  • Luigia - 1 ano - Filho
  • Maria - 57 anos - Mãe
  • Giuseppe - 20 anos - Irmão
  • Anna - 18 anos - Irmão
  • Giacomo - 16 anos - Irmão
Lista em PDF AQUI

Vapor Thames - 28 de dezembro de 1896

Dados obtidos junto ao Arquivo Nacional
A data refere-se à saída do vapor da Inglaterra
Saído do Porto de Southamptom, em 28.12.1896 e chegada no Porto do Rio de Janeiro (não consta a data de chegada)
A lista elenca somente as pessoas de nacionalidade italiana

FIORETTI:
  • Raymond – 30 anos – casado
Profissão: desconhecida
Religião: Católico
Destino: Rio

PS.: O imigrante é o único italiano de todo o navio. Seu número de ordem na lista é o 40.

Acreditamos que seu nome é Raimundo, posto que esta é a grafia correta no italiano. Reproduzimos a lista original que pode ser consultada AQUI.

Livro comemorativo - Imigração Espírito Santo - Grátis

O Arquivo do Espírito Santo no ano de 2014 lançou um livro comemorativos contando a história da imigração no Estado capixaba. ´´E muito interessante e fala das mais diversas etnias que formou a população local e dá um destaque aos italianos que maior influência tiveram e ainda tem sobre a população local.
O livro pode ser baixado gratuitamente no site do Arquivo do Espírito Santo. Deixaremos o link do arquivo em PDF AQUI e estará disponível para download e/ou leitura online pelo tempo em que o site o disponibilizar. 

Praia La Pelosa

Como dizem os italianos "por paraíso Deus entendia Sardenha"! Com certeza um paraíso do Mediterrâneo.

A praia La Pelosa é uma badalada praia da Comune de Stintino, Província de Sassari, Região da Sardenha. Da praia é possível ver uma antiga torre espanhola e ao fundo a ilha da Asinara, Parque Nacional destinado a proteção ambiental.

Conheci a praia em maio de 2009 e fiquei com pena de colocar os pés na água que de tão limpa dá a sensação de que iremos sujá-la.


Burrinhos Albinos da Ilha da Asinara - Espécie Endêmica


Os "Asini albini dell'Asinara", ou em português, burros albinos da Asinara são uma espécie de burros de pelagem totalmente branca e de lindos olhos azuis existentes somente em uma pequena ilha chamada Asinara, localizada na Comune de Porto Torres, Província de Sassari, Região da Sardenha.


Apesar de muito bonitinhos os animais não são dóceis e a aproximação é feita por meio de visitas guiadas por veterinários e estudantes que estão alocados na ilha para estudo e cuidado da fauna e flora ali existentes desde que a prisão existente na ilha foi desativada em meados do século XX, transformado em Parque nacional para fins de proteção ambiental.


De todos os animais da pequena ilha o mais célebre é o burrinho albino, espécie endêmica, existente somente neste pequeno pedaço de terra em todo o planeta.
Acredita-se que o animal tenha chegado as características atuais pelo cruzamento entre distintas espécies locais com espécies egípcias por volta do ano 700 D.C., em decorrência de um naufrágio de um navio que transportava os animais do Egito para a França bem próximo a costa da Sardenha, tendo os animais sobrevivido refugiando-se na ilha.


A visita a ilha é um passeio maravilhoso, pois além da rica fauna e flora é possível ter uma bela visão do Mar Mediterrâneo que se apresenta em seu esplendor ao redor de toda a sardenha.
Para mais informações visite o site oficial do Parque AQUI.

Castello Malaspina (ou Castello Serravalle)

            
O Castello Malaspina, também conhecido como Castelo Serravalle, é um castelo medieval do século XII (construído em 1112), localizado na Comune de Bosa, Provínvia de Oristano, Região da Sardenha, construído pela Família Malaspina, no topo da colina de Serravalle.
Stemma Família Malaspina
Fonte: Wikipedia. it
Infelizmente, ao longos dos séculos com as invasões que sofreram a Sardenha o castelo foi invadido, saqueado e destruído e já não conserva sua arquitetura original, visto que tão somente suas muralhas e a capela de Nostra Signora de Sos Regnos Altos encontram-se de pé na atualidade.
Bosa é uma cidade litorânea e do castelo tem-se uma belíssima vista de toda a cidade e do Mar Mediterrâneo.
Pode-se subir ao castelo a pé (a subida é penosa), de um trenzinho turístico que parte da praça principal da cidade ou de carro (mas o local para estacionamento é bem limitado nas ruas estreitas que circundam o castelo).
Vista de Bosa do castelo - foto pessoal

Tive o prazer de conhecer o castelo em setembro de 2014 com meu marido. Como sempre alugamos um carro quando estamos na Sardenha fizemos o trajeto até o castelo de carro e demos a sorte de encontrar uma vaga próxima a entrada do castelo. Mas não estávamos no auge do verão nem do período de intenso turismo na Sardenha.
Atravessando os limites do castelo tivemos que subir ainda muitos degraus para chegarmos efetivamente no castelo.
Foto do trecho de subida a pé até o castelo - foto pessoal
Uma vez desbravado o trecho a pé chegamos na bilheteria do castelo. O valor a ser pago pela entrada é bem baratinho. Nos é dado um mapa e panfleto de explicações. Dá-se a opção de escolher a língua, mas não contavam com nenhum em português, assim optamos pelo em italiano.
Torre principal - foto pessoal
É possível subir em algumas torres e passear pelos muros.

Caminho pela muralha do castelo - foto pessoal
Vista do pátio do castelo - foto pessoal
Vista da muralha do castelo de seu interior -cruz indicando a existência de Igreja do interior do Castelo
Foto pessoal
Foto da parte externa da Capela di Nostra Signora de Sos regnos Altos - Foto Pessoal
Arfrescos medievais do interior da Capela de Nostra Signora de Sos Regnos Altos - Foto Pessoal
É um passeio muito agradável por uma região muito bonita da Sardenha. A cidade de Bosa conta um fração chamada de Bosa Marina, um local muito gostoso para fazer turismo, com muitos restaurantes e bares, além de lojas para suvenires. Indo a Bosa aconselho dar um esticada em Bosa Marina, principalmente para almoçar, jantar ou simplesmente dar um passei pela praia.
Praia de Bosa Marina - Fonte: site Comune de Bosa
Amamos o passeio!
Meu marido e eu no interior do castelo - Foto pessoal
Para maiores informações consulte o site da Comune de bosa clicando AQUI.



Domingo em Roma

          Eu estive na Itália há pouco menos de 1 mês e tive a grande sorte de estar em Roma em um domingo. Como domino o idioma eu e meu marido nos aventuramos a ir de metrô aos principais pontos turísticos.
            Fiz a lista dos que eu mais queria visitar, pesquisei no Google como fazia para ir de transporte público aos mesmos. Como nosso hotel era o Ibis Styles Roma EUR ficava próximo a uma estação de metrô e foi super fácil chegar aos principais pontos turísticos e ao Centro antigo de Roma.
            Compramos os bilhetes que permitem andar livremente e quantas vezes desejar por um dia inteiro vendido nas máquinas na própria estação. Pena que não tínhamos dinheiro trocado e perdemos muito tempo tentando trocar o dinheiro, pois as máquinas não dão troco de valor muito superior ao bilhete.
             Finalmente quando conseguimos comprar o bilhete não dava mais tempo de ir ver o Angelus no Vaticano. Assim, fomos direto para a estação Coliseo.
             Logo que se sai da estação do metrô o que vc vê é isto:


Simplesmente MARAVILHOSO!!!!!

            A praça do Coliseo estava bem cheia e a fila para entrar no Coliseu enorme. Fácil entender, quem não quer conhecer esta maravilha????
              Eu estava satisfeita de estar somente ali e fomos ver os demais pontos ali ao lado como o Arco de Constantino.


        Fomos andando um pouco mais e chegamos a uma bilheteria cuja a fila estava bem menor e entramos. Ao "tentar comprar" o ingresso fui surpreendida com o fato de que era grátis!!!! Isso mesmo grátis e o bilhete dava direito a entrar no Palatino (bilheteria a qual estávamos), o Fórum Romano e o Coliseo.

Entrada do Palatino vista da bilheteria
Dentro do Palatino
                No interior do Palatino tem ainda um Museo que você pode visitar com peças achadas ali e com salas de vídeo que mostram como era a construção em seu auge.
                Do Palatino você tem uma vista panorâmica do Circus Maximus.

              Depois seguimos para o Fórum Romano



                E para finalizar a "cereja do bolo": O Coliseo!!!

Entrada da Arena


             Seguimos a pé para outros pontos turísticos. Apesar de ser outono no início do mês de outubro fazia muito calor. Ainda bem que sou carioca e acostumada com o calor... Para nos orientarmos usamos um GPS de celular e deu tudo certo.
                 Passamos pela Piazza Venezia, onde tinha um evento ao lado e estava bem movimentada, a caminho do Pantheon.

Interior do Phanteon
                Seguimos para a Piazza Novana




           Eu sabia que a Fonatana de Trevi e a Piazza di Spagna estavam em obras, assim não perdemos tempo indo até esses locais, pois sabíamos que não as veríamos em seu esplendor.
            Tomamos o rumo do Castello Sant"Angelo.


     A visita ao Castello Sant'Angelo também estava grátis, mas por apenas 2 minutos não conseguimos entrar, já que os pontos turísticos fecham no horário marcado certinho.
          Terminamos nosso passeio om vista para o Vaticano.
         Roma é um museu ao céu aberto, mas os pontos nos quais deve-se entrar, com exceção do Museu do Vaticano, que não abre aos domingos, pode-se entrar gratuitamente.
            Muitas empresas de turismo, como a que nós começamos o nosso tour no sua seguinte a este passeio, cobram 45 Euros (cerca de R$ 148,00) por pessoa para mostrar somente as fontes e o Phanteon. Todos esses pontos ficam um ao lado do outro quase e com um mapa o GPS vai-se facilmente. Realmente falar a íngua local ajuda, mas eu não precisei usar meu italiano para chegar a nenhum destes pontos. O GPS do celular nos bastou.
             Só a visita ao Coliseu, Palatino e Fórum Romano custa 24 Euros por pessoa, cerca de R$ 79,20 (coma cotação de R$ 3,30 de quando eu fui).

                 Se estiver em Roma num domingo aproveite e visite estes pontos turísticos de graça!!!

PS.: Depois postarei fotos de nossa viagem e dos 25 dias que ficamos na Itália.

Sobrenomes: Gariboldi

Gariboldi tem origem na área que vai da próvíncia e Milão, Pavia, Lodi e Piacenza, e assim como o sobrenome Garibaldi (do alemão Haribald) do qual existe um exemplo no Código Diplomático da Lombardia medieval do ano de 983 em Cremona, onde é possível ler em um escrito o seguinte: "As ec responderunt ipsi domnus Odelricus episcopus et Garibaldus iudex et advocatus dixerunt et profesi sunt: Vere cartula ipsa comuntacionis in eodem iudicio ostensisti bona et vera est...".

Variação: Garibaldi.


Sobrenomes: Garibaldi

Brasão Família Garibaldi
Fonte: http://www.dicriscito.it
Garibaldi parece ser de origem Ligúria e deriva do longobardo Garibaldus (do alemão Haribald) do qual existe um exemplo no Código Diplomático da Lombardia medieval do ano de 983 em Cremona, onde é possível ler em um escrito o seguinte: "As ec responderunt ipsi domnus Odelricus episcopus et Garibaldus iudex et advocatus dixerunt et profesi sunt: Vere cartula ipsa comuntacionis in eodem iudicio ostensisti bona et vera est...".

A pessoa mais famosa na Itália com este sobrenome é Giuseppe Garibaldi, também conhecido como herói dos 2 mundos por sua atuação tanto na Itália como no Brasil. É considerado um dos pais da pátria italiana juntamente com o Rei Vittorio Emanuele II, Giuseppe Mazzini e Camilo Banso.


Variação: Gariboldi



Volta das atualizações do Blog

Nossa! Quase chorei ao ver meu blog... Há tempos não o atualizo.
É um sonho antigo que tenho deixar um pouco da história de tantas pessoas, de tantas famílias aqui registrada.
Ao longo desse tempo que tenho o blog e me mantive afastada muitos me escreveram, inclusive pessoa querendo saber mais sobre suas famílias e descendentes de sardos como eu que iam à Sardenha passar por uma experiência parecida com a minha, mas acabei não respondendo a ninguém.
Peço desculpas por minha ausência, mas vou tentar, ainda que lentamente e pouca informação ir acrescentando as listas aqui existentes, afinal de contas temos muito a falar.
Inclusive, este ano voltarei à Itália e a minha amada Sardenha, assim terei novidades para acrescentar.
Bom, mais uma vez desculpa a todas e mãos a obra!

 
Design by MC – Midia Digital | Bloggerized by Itália | 2011